Grupo Cel.Lep traz oferta inédita de cursos de programação2018-09-27T16:09:36+00:00

ESCOLA TREINA PROFESSORES E LEVA TODA A METODOLOGIA E CONTEÚDO DO CURSO DE PROGRAMAÇÃO PARA APLICAÇÃO NA GRADE CURRICULAR DESDE O ENSINO INFANTIL ATÉ O ENSINO MÉDIO.

O Grupo Cel.Lep – que reúne o Cel.Lep, uma das maiores e mais reconhecidas escolas de idiomas do País, e a MadCode, uma das principais escolas de programação para crianças e adolescentes – apresentou na Bett Educar 2018 uma série de novidades que representam inovações tanto no ensino de inglês, com a implementação de solução bilíngue, quanto de programação, ambas voltadas às escolas regulares de Educação Infantil até o Ensino Médio.
Para os cursos de Programação, o Grupo Cel.Lep está trazendo uma solução inovadora e disruptiva para a grade curricular das escolas regulares, ao adotar o currículo completo do ECC (Everyone Can Code), o grande curso de programação estruturado pela Apple. O curso foi desenvolvido para prover as escolas com as ferramentas de ensino de programação e de desenvolvimento de aplicativos, desde o nível básico até o avançado. Para tanto, as aulas serão ministradas utilizando Ipads e MacBooks. Inclusive, todo o corpo pedagógico do Grupo Cel.Lep está sendo treinado diretamente pelo time da Apple Education Brazil. Atuando até agora em cursos extracurriculares em diversas escolas de São Paulo, o Cel.Lep passa a formatar os cursos da grade curricular de acordo com a mais inovadora e avançada metodologia de ensino.

“Estamos empenhados em promover uma educação com alta qualidade e inovação, investindo no que há de melhor em aprendizagem de idiomas e de programação, a fim de preparar os jovens para um futuro em que a transformação digital será a principal base do ambiente de negócios global”, observa o presidente do Grupo Cel.Lep, Alexandre Velilla Garcia.

Ele destaca que o novo serviço, atende a uma procura das escolas e da sociedade como um todo, que demandam das escolas particulares cada dia mais inovação e atualização às melhores práticas globais de ensino. “O Cel.Lep poderá levar o novo serviço para qualquer cidade do País, acelerando o nosso crescimento e trazendo uma solução inovadora para as escolas regulares que queiram implementar o curso de Programação em sua grade curricular, com a utilização em sala de aula de Ipads e MacBooks”, acrescenta Garcia.

Há mais de 50 anos, o Cel.Lep é referência na área de educação, com os cursos realizados em suas unidades próprias, e há 20 anos está presente nas escolas regulares de forma extracurricular, com o modelo In School. Preocupado em manter a qualidade já reconhecida dos seus cursos, o Cel.Lep dará total apoio à implementação do curso. Assim, vai prestar consultoria pedagógica às escolas, com seleção, avaliação e treinamento do corpo docente; dará acompanhamento pedagógico e fará visitas periódicas nos parceiros, além de elaborar relatórios de acompanhamento. Também auxiliará na distribuição de alunos por turmas e no planejamento da grade, visando otimizar os cursos. Segundo Alexandre: “Independentemente do nível de formação em programação dos professores ou alunos, o nosso programa está preparado para empoderar as escolas com as ferramentas de ensino de coding básico até o avançado, inclusive para o desenvolvimento de aplicativos”.

O ensino da programação ganhou espaço em um mundo onde o futuro dependerá cada vez mais da tecnologia e da inteligência artificial. Além de formar para o trabalho do futuro, o ensino da programação auxilia no processo pedagógico, desenvolvendo habilidades cognitivas, que incluem o raciocínio lógico, agilidade mental, foco, pensamento crítico, capacidade de resolver problemas complexos e de trabalhar em equipe. Do ponto de vista pedagógico, a programação é protagonista no desenvolvimento das habilidades fundamentais para o profissional do século XXI.

VISÃO DE ALGUNS LÍDERES GLOBAIS SOBRE O ENSINO DA PROGRAMAÇÃO

“Na nova economia aprender a programar não é opcional.” Barack Obama, ex-presidente dos Estados Unidos

“Aprender a codificar faz com que as crianças se sintam fortalecidas, criativas e confiantes. Se queremos que nossos jovens mantenham esses traços na idade adulta, uma ótima opção é expô-los à programação de computadores em sua juventude.” Susan Wojcicki, CEO do YouTube